Chavesnegger: O exterminador de audiência

Quem não se lembra do Chaves, Quico, Chiquinha, Seu Madruga, Seu Barriga, professor Girafales, dona Florinda, dona Clotilde (Bruxa do 71), Godines, Nhonhô, Jaiminho, dona Neves e Pópis, a turma mais antiga, porém, atual da televisão brasileira? O famoso seriado “Chaves” completou na última segunda-feira (24), exatamente 25 anos no Brasil.

Tanto tempo assim no ar, é possível fazer um paralelo ao exterminador do futuro e, assim, criar o “Chavesnegger: O exterminador de audiências”. Tudo isto porque Chaves tornou-se imbatível para outras emissoras.


Sinônimo de grande sucesso, o programa conquistou o público pelo seu formato irreverente, cômico e pelo enredo simples. Lembrado por duas décadas (de 80 e 90) o Chaves ainda consegue divertir tantos os adultos (que já assistiram aos episódios que hoje são reprisados) como as crianças. Atualmente é possível encontrar algum marmanjo em frente à TV, assistindo e dando as mesmas gargalhadas do passado. E eu sou um desses, risos.


Impossível também não rir com os famosos chavões: “Foi sem querer querendo”, “Tá bom, mas não se irrite”, “Ninguém tem paciência comigo!”, "Que burro, dá zero pra ele!" e o choro “Pi pi pi pi pi”, que fazem parte do vasto repertório do personagem.

Apesar de ter sido retirado do ar em várias ocasiões, o seriado resistiu e continua sendo reprisado, entrando para a história da televisão. Atualmente o programa é exibido de segunda a sexta-feira, às 12h45 e às 18h30, no SBT.



CRIAÇÃO

A atração mexicana foi criada na década de 70 por Roberto Gomes Bolaños, mesmo intérprete do personagem principal. O nome original do programa é "El Chavo del Ocho" (que significa o Menino do Oito). O seriado conta a história de um menino órfão que mora dentro de um barril, numa vila com moradores bem doidos.


NO BRASIL

O Chaves foi exibido no Brasil pela primeira vez no dia 24 de agosto de 1984, dentro do programa do Bozo, da antiga TVS (hoje SBT) de Silvio Santos. De início, o seriado foi rejeitado tanto pelo patrão como por executivos da emissora.
Porém, sabendo da popularidade do programa em toda a América Latina, Silvio decidiu arriscar e, assim, transmitiu o primeiro episódio “Caçando Lagartixas”.

Não demorou muito para os resultados aparecerem. Chaves conquistou o público e consecutivamente grande audiência.
Quatro anos depois (1988) o seriado estreou no horário nobre (20 horas) exibindo apenas episódios inéditos, ameaçando a audiência das outras emissoras. Em 1993, o SBT produz uma nova abertura com a música “Lá vem o Chaves, Chaves, Chaves, todos atentos, olhando pela TV”, que é exibida até hoje.

CENAS

Em todos os episódios, é possível encontrar cenas que marcaram o seriado. Entre as principais, estão a saga do Chaves pelo sanduíche de presunto e suas armações; as bofetadas de dona Florinda em Seu Madruga; o beliscão no Quico; o medo da Bruxa do 71; o Seu Barriga cobrando o aluguel do Seu Madruga; os olhares apaixonantes de Dona Florinda e professor Girafales; além dos choros de Chaves, Quico e Chiquinha. Existem também as cenas na escola, em Acapulco e os musicais como “Que bonita sua roupa” e “Se você é jovem ainda”.
Veja as duas músicas:



10 comentários. Deixe o seu clicando aqui!:

Caio LM disse...

Muita gente acha cultura inútil (eu não chego a discordar), mas uma coisa não se pode negar: É o seriado de maior sucesso de todos os tempos e quem não gosta, que atire a primeira pedra. Desde que me conheço por gente eu já assistia e para manter a tradição, continuo vendo e rindo. Apesar disso, prefiro o Chapolin Colorado! ehhehehe


Parabéns Chaves pelos 25 anos de Brasil!

Rafael Lopes disse...

Pois é Caio, realmente não existe quem não goste. Fala sério, como pode um seriado tão antigo, fazer as pessoas rirem ainda??

muito bom
Abraço

Nilma Ruas disse...

Adoro assistir ao Chaves! Pra você ter uma ideia, meu pai e minha filha também adora. Esse programa conquista todas as gerações.

Ál disse...

Rafa seu texto me fez lembrar minha infância, existem coisas que fazem parte da nossa infância e quando crescemos perdem a graça. Mas Chaves pertence a seleta classe das coisas que não morrem nunca, depois de ler seu texto me deu vontade de rever tanto Chaves como Chapolim =/
Chaves rules rsrs
Abração

Rafael Lopes disse...

Ae Álvaro, aproveita que o programa é reprisado duas vezes por dia no SBT e assista, rss

Overdose de Chaves, abraço

Leandro Zayd disse...

Chaves é atemporal. Mto bom, sempre que posso revejo algo :D
É tão bom que nos inspirou a fazer um filme trash com um cara que é o sósia do Quico..

Tô te seguindo por aqui tmb. Mto massa seu blog
Vlwss

Rafael Lopes disse...

OLá Leandro. Chaves é demais.
Ah, fiquei na curiosidade em ver esse vídeo, como faço? rss

Abraçoo

Diuân Feltrin disse...

Sou extremamente "chavesmaníaco"! Já assisiti até os episódios que não passam no SBT! Já assisti Chaves em espanhosl em portugu\~es, em inglês e até em hebraico, rrsrsr!! Não tem como não rir! Isso é que é humor de qualidade! Humos que não apela para o baixo nível! Dá-lhe Chaves! O verdadeiro coringa do SBT!!!

Eduardo disse...

Chaves eh realmente um tesouro da televisão....eu assisto desde criança....eu sempre riu na mesma parte...ahuahuahua....e ja assisti tambem episodios que não passam no sbt...
Parabens Chaves!

fabricio disse...

auhsuahushhas,Chavez é muito bom,é só risos,e as musicas sempre sao muito engraçadas.Masson.