Quer ser jornalista? O Youtube ensina


O Google lançou ontem, dia 29, na maior rede de vídeos do mundo - o Youtube - um novo recurso que promete ensinar todos os cidadãos como serem jornalistas capazes de produzirem suas próprias notícias. Uma verdadeira "faculdade online", porém agil e sem gastos exorbitantes.

O canal, chamado Youtube Reporters' Center, traz mais de 30 vídeos explicando como fazer uma entrevista, como checar informações e instruções para gravação de vídeos. As "dicas" são ministradas por renomados jornalistas norte-americanos, que ainda falam sobre ética e contam histórias de apuração de reportagens. Vale lembrar que todo o conteúdo está em inglês e, por enquanto, não há legendas disponíveis.

Entre os jornalistas que participam do projeto, estão Bob Woodward, do The Washington Post, um dos responsável pelas reportagens do caso Watergate (escândalo que resultou na renúncia do presidente Richard Nixon, em 1974). Ele fala sobre jornalismo investigativo. A âncora e editora do CBS Evening News, Katie Couric, ensina como conduzir uma entrevista. Já Arianna Huffington, cofundadora e editora-chefe do blog Huffington Post, aborda o jornalismo cidadão.

Assista ao vídeo com o jornalista Bob Woodward sobre jornalismo investigativo.



Segundo o post publicado no blog oficial do Google, o objetivo do novo canal é ajudar os cidadãos comuns a produzir material de qualidade jornalística. A empresa cita que criou o canal, devido aos milhares de vídeos que foram publicados no Youtube, sobre os conflitos no Irã.

"O YouTube é o maior site de notícias de vídeo da Internet, e em nenhum momento na história o nosso site foi mais aparente do que nestas últimas duas semanas do desdobramento na crise iraniana. Como centenas de milhares de cidadãos iranianos tomaram as ruas de Teerã para protestar contra as eleições nacionais, o governo expulsa jornalistas estrangeiros, deixando os próprios cidadãos como os únicos documentaristas dos acontecimentos."

Já o texto em inglês, no profile do Youtube Reporters' Center, diz o seguinte trecho:

"Já captou uma catástrofe natural ou um crime em seu telefone celular-câmera? Filmou um comício político ou de protesto e, em seguida, entrevistaram os participantes? Produziu uma história sobre um problema local em sua comunidade? Se você fizer qualquer uma dessas coisas ou aspirar a, então você é parte da enorme comunidade de cidadãos repórteres no YouTube, e esse canal é para você."

Vale ressaltar que a criação é do Google americano e não teve nada haver com a decisão recente dos ministros do STF de derrubarem a obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão em Jornalismo. Mas também não sou a favor deste novo serviço. Se vai ser bom ou ruim, o tempo que vai dizer. (Com informações do Infoblogs).

5 comentários. Deixe o seu clicando aqui!:

Tamyris Araujo disse...

Nossa.. mesmo não tendo nada a ver com a desição do STF, parece até palhaçada! Tipo, não precisa do diploma e o google ensina! Sem comentários! Pq não inventam um curso de cozinheiro???????????
RS!
Bjus Rafa!
Vlw pelas mtas visitas! ;)

Nilma Ruas disse...

Acho que daqui algum tempo (quando tiver a versão em português) isso implica menos campo no mercado de trabalho para nós...Snif

Bjs

blogdozemarcos.com disse...

::: Parece que uma coisa vem liga a outra... rs rs Quando comentei sobre isso na redação, o pessoal ficou "p" da vida. Mas nada vai desvalorizar nossa profissão, amigão!

Eliane Jany Barbanti disse...

Querido e Amado Rafael, seja sempre bem-vindo ao meu blog L.D.
Grata pelas mensagens sempre de apoio, Deus te abençoe SEMPRE!!!
Bjs.
Eliane

Raphael Medeiros disse...

aaaa, Rafa
só por vc mesmo
para eu comentar
sobre o Corinthians !
se sabe...


nehhh !
abraço.